CMEI Professora Maria Aldineia Rodrigues retorna às aulas híbridas

A equipe pedagógica do Centro Municipal de Educação Infantil Professora Maria Aldineia Rodrigues da Silva, localizado no bairro satélite, zona leste de Teresina, realizou uma reunião para discutir o retorno das aulas híbridas. Os pais e/ou responsáveis também estiveram no encontro, que foi presidido pela pedagoga Edilane Bezerra.

“Ficou decidido que retornaremos na próxima segunda-feira (20), com duas turmas de 1º período e as quatro turmas do segundo período. Conforme informamos aos pais e eles entenderam, retornaremos de forma gradativa”, explica a diretora do Cmei, Vera Lucia Rocha de Oliveira Santos que vem buscando garantir os protocolos de segurança sanitária no centro infantil.

Assim como o Professora Maria Aldineia Rodrigues, outros centros infantis estão retornando, mas de forma gradativa, com as aulas sendo no formato híbrido. Em cada sala de aula há um número limitado de alunos e é seguido um rígido protocolo orientado pela Secretaria Municipal de Educação.

De acordo com o secretário de Ensino da Semec, professor Kleytton dos Santos, até a próxima semana a instituição terá uma levantamento da quantidade de unidades escolares que estarão retornando as atividades presenciais, até o final de outubro.

Escola Municipal Simões Filho comemora um mês de aulas híbridas em segurança

Há um mês funcionando no formato híbrido, a Escola Municipal Simões Filho, situada no bairro Cristo Rei, comemora o retorno gradual das atividades presenciais sem casos de infecção pelo coronavírus e orienta os alunos a não relaxar nas medidas de segurança.

A unidade de ensino atende alunos do 1º ao 9º ano, mas só retornou com turmas do 7º ao 9º ano, ainda assim em sistema de rodízio, somando 150 alunos. Parte dos estudantes assiste aulas presenciais, enquanto a outra metade acompanha o conteúdo nas plataformas online.

“As demais turmas voltarão ainda este mês, uma por semana. O objetivo é dar cada passo com planejamento, garantindo qualidade nessa nova etapa. Não tivemos nenhum caso de Covid-19 desde o retorno”, conta o diretor Jerry César de Sousa.

Para voltar às atividades presenciais, a E.M. Simões Filho elaborou um plano de ação com modificações estruturais e na programação diária. As janelas das salas de aula ficam sempre abertas, o uso de máscara é obrigatório e são proibidas atividades que gerem aglomeração. A equipe escolar também foi toda mobilizada para circular nas dependências da escola monitorando os alunos.

Segundo o diretor Jerry, os estudantes não querem voltar para o formato remoto e estão bem mais participativos em sala de aula. “Nesse primeiro mês já percebemos melhora na qualidade do aprendizado, na interação das turmas. Estamos todos felizes em poder voltar à rotina escolar, mesmo que em uma nova dinâmica, com cautela. A escola é ampla, o que ajuda bastante no cumprimento dos protocolos de distanciamento”, pontua o gestor.

Para o professor de história Ricardo Ramalhaes, a volta segura era uma preocupação dos docentes. “Tínhamos essa preocupação, mas fomos retornando somente após a imunização completa e seguindo todo o protocolo, então as aulas têm fluído bem, os alunos estão animados com esse novo momento”, conclui o professor.

#nome{ width: 49%; float: left; }