Escolas municipais da zona rural desenvolvem projetos interdisciplinares

As escolas municipais Cacimba Velha e Raimundo Adão, localizadas na zona rural de Teresina, trabalham no desenvolvimento de projetos educacionais despertando a conscientização dos alunos. Em visita as unidades na manhã desta terça-feira (28), o secretário municipal de Educação, professor Nouga Cardoso, conheceu as propostas apresentadas pelos diretores e professores das unidades de ensino e confirmou seu apoio na política de formação educacional.

Os alunos da escola municipal Cacimba Velha irão desenvolver o projeto de consumo consciente de energia. O objetivo é trabalhar com os alunos do 6º ao 9º ano. “A escola conta com 385 alunos e nossa intenção é interagir com todos, buscando despertar a conscientização sobre o uso e redução do consumo de energia. O projeto contará com apoio de uma equipe multiciplinar e da própria comunidade”, enfatiza o diretor Jussival Sousa.

Já a escola Raimundo Adão desenvolverá o projeto Acolher, que já é uma proposta da Semec para todas as escolas da rede municipal de ensino. “Estaremos realizando um bate-papo com os alunos e realizando palestra, dentro da proposta do projeto que é uma nova iniciativa da Secretaria em busca de expandir ações voltadas para o socioemocional”, enfatiza a Coordenadora Pedagógica da Escola, professora Selma Pereira.

Cmei retorna com aulas presenciais para maternal II

Empolgados para reencontrar os amiguinhos depois de um ano e seis meses, as crianças do Centro Municipal de Ensino Infantil – Cmei Thereza Christina emocionaram os pais, professoras, servidores e direção do centro. “É com muita alegria que a gente retorna às aulas presenciais. Estou emocionada. Aqui minha filha recebe toda atenção e carinho. Estávamos ansiosos por este retorno”, afirma a mãe da pequena Valentina, do maternal II, Adélia Barros.

As crianças foram recepcionadas com brincadeiras, músicas e aplausos das professoras. Todas passaram por um equipamento que mede a temperatura e dispensa álcool, garantindo os protocolos sanitários.

“Antes de iniciarmos o retorno das aulas presenciais, apresentamos ao secretário municipal de Educação, professor Nouga Cardoso e equipe técnica, todos os cuidados que temos com nossas crianças. Para ter acesso as salas de aulas, professoras e servidores utilizam um calçado apropriado ou entram com os pés descalços. Além disso, medimos a temperatura constantemente e utilizamos álcool para as mãos e limpeza das mesas e cadeiras”, ressalta a diretora, professora Raimunda Soares, a tia Ray. Segunda ela, mesmo as crianças sendo bem pequenas, elas entendem que não podem abraçar os amiguinhos.

O Cmei atende no período integral, com oferta de lanches e almoço e cuidados especiais. “Falar sobre este retorno é algo emocionante. Não tenho palavras que transmitam minha emoção em trazer o nosso filho Alan Felipe, maternal II, para as aulas presenciais. Hoje é um dia muito feliz e vejo a alegria estampada no rosto do meu filho e de seus amiguinhos. Aqui é um lugar seguro e administrado por pessoas maravilhosas que nos transmitem segurança. O Cmei Thereza Christina está de parabéns com todos os protocolos e segurança contra a Covid-19”, enfatiza a mãe Damira Gomes.

“Realmente, é uma emoção andar pelas escolas e centro infantis e ver a alegria das crianças no retorno às aulas presenciais. Em cada unidade que visitamos temos a certeza do compromisso dos professores, dos pais de alunos e dos próprios estudantes que sabem da importância de seguir os protocolos e segurança. Aqui no Cmei Thereza Christina estou vendo o compromisso de todos”, disse o secretário Nouga Cardoso.

A Semec teve o cuidado de orientar as escolas sobre os procedimentos que devem ter com o retorno das aulas presenciais. “Cada escola adota seu protocolo de segurança sanitária, conforme as orientacões. Além disso, estão retornando os alunos que receberam autorização dos pais e/ou responsáveis que assinam um termo de autorização. Este retorno está sendo de forma gradativa e com todos os professores imunizados com as duas doses da vacina Covid-19. As visitas que estamos realizando é justamente, para analisar o retorno e ver alguma necessidade na estrutura de cada unidade”, acrescenta o secretário executivo de ensino, professor Kleytton dos Santos.

Semec convoca mais 44 professores efetivos para turmas do 6º ao 9º ano

A Secretaria Municipal de Educação (Semec) convocou mais 44 professores efetivos aprovados no último concurso da Rede Municipal de Teresina, no ano de 2019. A convocação foi publicada no Diário Oficial do Município nesta segunda-feira (27).

Os novos docentes contribuirão em turmas de 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental, nas disciplinas de língua portuguesa, ciências e geografia. São 40 horas semanais nas escolas municipais, de forma permanente.

De acordo com a Semec, mais sete professores da disciplina de história serão chamados nos próximos dias. Por um processo burocrático, através de liminar jurídica, os classificados dessa área estavam impedidos de serem convocados. A liminar foi derrubada, mas não a tempo de constar na convocação do Diário Oficial.

“A Prefeitura não foi comunicada sobre a queda da liminar antes da publicação do decreto, mas agora podemos chamar esses sete professores para somar com o quadro da Rede Municipal”, informa o assessor jurídico da Secretaria, Antônio Menezes.

CACS-FUNDEB apresenta prestação de contas em sua 8ª reunião ordinária de 2021

Membros do Conselho de Acompanhamento e Controle Social do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (CACS-FUNDEB/THE) se reuniram, em plataforma online, na manhã desta terça-feira (28/09). Na pauta, a leitura de ata das Reuniões Ordinárias de 25 de maio e 06 de julho de 2021; apreciação de balancetes do FUNDEB referente ao mês de julho de 2021, relatório/parecer mensal para aprovação; e apreciação do Regimento Interno do CACS-FUNDEB, para aprovação; e resposta da Secretaria Municipal de Educação (Semec) a ofício do CACS-FUNDEB/THE sobre despesas com vales transportes.

No início da reunião, o assessor jurídico da Secretaria Municipal de Educação (Semec), Antônio Meneses, se manifestou sobre solicitação do CACS-FUNDEB à Secretaria, onde se pleiteia retirar da fonte de pagamento do FUNDEB e efetivar ressarcimento de valores correspondentes a utilização da referida fonte de pagamento, do exercício de 2021, as despesas referentes a pagamento de vales transportes que não possui a contrapartida do servidor.

Segundo Meneses, “a concessão do auxílio transporte possui justificativa legal, e está vinculado a utilização de meio próprio de locomoção para a execução de serviços externos, por força das atribuições próprias de cargo, conforme se dispuser em regulamento. Alegar dificuldades para acompanhamento da prestação de contas da despesa não justifica a suspensão do exercício do direito ou fundamenta a ilegalidade na aplicação do recurso”.

Com relação à prestação de contas, o Conselho avalia que a Prefeitura Municipal de Teresina está cumprindo a legislação vigente. Foi apresentado o balancete do FUNDEB referente ao mês de julho de 2021. Entre os gastos, estão o pagamento da folha de funcionários (efetivos e terceirizados), vigilância externa e vale-transporte. Por fim, o Regimento Interno do CACS-FUNDEB foi apresentado e aprovado pelos membros do Conselho.

A próxima reunião ordinária está marcada para o dia 26/10/2021.

O Conselho de Acompanhamento e Controle Social do Fundeb é um colegiado que tem como função principal acompanhar e controlar a distribuição, a transferência e a aplicação dos recursos do Fundo, no âmbito das esferas municipal, estadual e federal. Os membros se reúnem mensalmente para avaliar se as Secretarias de Educação estão cumprindo o que determina a legislação vigente.

#nome{ width: 49%; float: left; }