A Prefeitura de Teresina, através da Secretaria Municipal de Educação (Semec), entregou, nesta quinta-feira (7), a reforma e ampliação do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Santa Teresinha, localizado no povoado Campestre Norte. A unidade agora passa a oferecer o serviço de creche/berçário para crianças a partir de seis meses de idade, a terceira de toda a rede municipal de ensino e a primeira instalada em uma comunidade rural.

As melhorias beneficiam os filhos dos trabalhadores rurais da localidade. “Ninguém nunca olhou para a mulher e o homem do campo, mas nós estamos olhando. É um orgulho para nossa gestão oferecer um local, com toda qualidade e cuidado, onde possam deixar seus filhos enquanto trabalham. A estrutura era bem deteriorada e agora se torna um dos mais bonitos Cmeis de Teresina. Estamos cuidando de todos, mas principalmente do povo da zona rural”, disse  o prefeito Dr. Pessoa enfatizou

O secretário municipal de Educação, professor Nouga Cardoso, explica que a reforma desta e outras unidades de educação infantil fazem parte de um cronograma estabelecido pela gestão municipal. “Essa já é a quinta escola e o terceiro Cmei que estamos entregando para a população ao longo desses dez primeiros meses de governo do Dr. Pessoa. Com esse centro municipal, iremos oferecer para as crianças da zona rural as mesmas condições das que nascem no centro urbano da nossa capital”, enfatizou.

Agora o prédio do Cmei Santa Teresinha conta com cinco salas de aula completamente climatizadas, com a possibilidade de implementação de duas turmas de berçário. O pátio também foi aumentado, com mais um bloco de telhado metálico e uma estação de energia própria. O investimento total é de quase R$ 2 milhões, com recursos oriundos do Salário Educação.

Esta ação da Prefeitura de Teresina faz parte de um projeto piloto, que será replicado em outros centros de ensino que permitam a diversidade de projetos, que atendem a todos os padrões de estética e funcionalidade, com arquitetura planejada de acordo com as necessidades dos estudantes e atendendo aos parâmetros de infraestrutura do Ministério da Educação (MEC).

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).

#nome{ width: 49%; float: left; }