Com informações da Ascom SMPM

Vivian, de 8 anos, mora na zona Rural de Teresina. Ela ocupou nesta segunda-feira (18) o maior cargo da Secretaria Municipal de Educação (Semec). A menina fez parte da campanha “Meninas Ocupam”, uma realização da ONG Plan International e da Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres (SMPM). A campanha acontece mundialmente, em torno de 70 países, e na capital vai acontecer durante todo o mês de outubro, em alusão ao Dia da Menina.

Na sua manhã como secretária simbólica, Vivian leu uma carta ao secretário municipal de Educação, Nouga Cardoso, apontando a necessidade de uma alfabetização digital nas escolas, afim de evitar a disseminação de fake news. Em sua carta, escrita à mão, ela lembrou que as meninas são as mais afetadas pela violência.

“Crianças, principalmente as meninas, são as que mais sofrem assédio, violência doméstica e abusos”, destacou a secretária simbólica. “Isso deve ser trabalhado nas escolas também”, frisou Vivian.

A Secretária da SMPM, Karla Berger, destacou a importância dos projetos de educação para as meninas. Segundo ela, é a partir da geração de crianças e suas demandas que se pode fortalecer as demandas de forma articulada com outros setores. “Cuidar das nossas meninas é uma tarefa de várias gestões, afinal, somos uma gestão integrada”, complementa.

Durante a visita, o secretário Nouga Cardoso acompanhou o dia de Vivian. Segundo ele, a menina ajuda a melhorar a política educacional voltada para o gênero feminino – com ênfase nas meninas que vivem na zona Rural de Teresina. “Nosso trabalho é de buscar sempre oferecer a melhor educação para essas crianças, respeitando as individualidades e formando cidadãos mais conscientes”, destaca o secretário.

A Campanha “Meninas Ocupam” acontece desde 2016, realizado pela Plan International. A ONG tem como parceira a Prefeitura de Teresina, com a ocupação de cargos públicos em diversas repartições públicas e privadas.

Sobre a Plan International

A Plan International é uma organização humanitária e de desenvolvimento não governamental e sem fins lucrativos, que promove os direitos das crianças e a igualdade para as meninas. A pobreza, violência, exclusão e discriminação ainda são problemas sociais que mais afetam no mundo, por isso, a ONG atual para proteger os direitos de meninas em situação vulnerável.

A ONG chegou ao Brasil em 1997 e, desde então, vem se dedicando a garantir os direitos e promover o protagonismo das crianças, adolescentes e jovens, especialmente meninas, por meio de seus projetos, programas e ações de incidência e de mobilização social.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).

#nome{ width: 49%; float: left; }