Todo dia é festa na Educação Infantil, mas esta terça-feira (19) foi especialmente animada no Centro Municipal de Educação Infantil Eduardo Henrique Accioly Campos, localizando no Residencial Santa Isabel. A escola deu início às aulas no formato híbrido, recebendo alunos presencialmente pela primeira vez.

O prefeito Dr. Pessoa e o secretário municipal de Educação, Nouga Cardoso, participaram do primeiro dia de aula das crianças. Inicialmente, apenas as turmas de Maternal I e Maternal II farão o revezamento entre atividades remotas e na escola. A expectativa é de poder atender turminhas de berçário no próximo ano.

“Essa escola é o céu na terra”, destacou Dr. Pessoa, elogiando a estrutura moderna do CMEI. O prefeito pontuou que o retorno gradual das unidades de ensino segue um plano de ação. “Foi um retorno planejado, seguindo todos os protocolos e de forma democrática, os pais escolhem se vão enviar os filhos para escola neste momento ou não. Temos mais um CMEI totalmente preparado para receber bem as crianças nessa fase tão importante do seu desenvolvimento”, disse.

O secretário Nouga falou da importância de um CMEI bem estruturado para receber as crianças. “O CMEI Eduardo Campos de portas abertas beneficia muitas famílias do Santa Isabel, trazendo um padrão de qualidade, para que as crianças sejam muito bem tratadas nessa primeira etapa de descobertas. Estar presencialmente na escola é um passo importante para formação de uma boa base educacional”, disse Nouga.

Assim também pensa Pâmela Mineiro, mãe do Benício de 3 anos. “Em casa meu filho não tinha muito foco no aprendizado, apesar de receberemos muito apoio da escola durante o período de aulas remotas. Acredito que agora ele vai começar a se desenvolver melhor, até pela interação com os colegas”, relata a mãe.

Para a diretora Joyce de Araújo, esse é um momento marcante na história do CMEI. “Fizemos todos os esforços para conduzir o planejamento online, mas estávamos precisando das crianças na escola. Essas crianças são bem pequenas, então pouco tiveram contato com o mundo externo. É em sala de aula, nas brincadeiras, na interação com os colegas, que elas realmente começam a aprender, mesmo que nesse momento seja com mais cautela”, concluiu a diretora.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com (*).

#nome{ width: 49%; float: left; }