Censo cadastral dos servidores da Secretaria Municipal de Educação vai até o dia 18

A Secretaria Municipal de Educação (Semec) convoca os servidores para realizarem a atualização dos seus dados por meio do Recadastramento Funcional. O censo é obrigatório e deve ser feito pelos servidores ativos titulares de cargo efetivo, em função comissionada e contratados temporários que fazem parte da educação de Teresina. O prazo se encerra no dia 18 de novembro e de acordo com o edital não será prorrogado.

“Temos hoje na Semec aproximadamente 6.800 professores e técnicos. Eles responderão ao questionário, que será aplicado exclusivamente de forma online. Assim, teremos o controle efetivo dos dados e todo o conjunto de informações funcionais que são essenciais dentro do serviço público”, explica a secretária executiva de Gestão da Semec, professora Edileusa Sampaio.

Os servidores devem acessar a plataforma, através do site da Semec (https://semec.pmt.pi.gov.br/recadastramento/). Por meio do levantamento será possível a realização de um planejamento das ações a partir das informações mais atualizadas do quadro de pessoal disponível. “É imprescindível que todos os servidores participem”, acrescenta Edileusa Sampaio.

Na impossibilidade de recadastramento online, motivada por incapacidade física, mental ou de saúde, temporária ou permanente e/ou por recomendação médica devidamente comprovada por atestado ou laudo médico, o servidor ou seu procurador deve solicitar o atendimento domiciliar, devendo agendar no portal de recadastramento e será prestado por um servidor público da Semec designado.

Os servidores ativos deverão se recadastrar anualmente a partir do exercício de 2022, no mês do respectivo aniversário, com a finalidade de promover a atualização de seus dados cadastrais.

Projeto público leva música para jovens do bairro Dagmar Mazza

Fonte: Ascom FMC

Tocar um instrumento musical ou fazer parte de uma banda é o sonho de muitos jovens da periferia, porém, por conta dos gastos com cursos particulares muitos desistem e acabam seguindo outros rumos. Pensando nisso, o município de Teresina vem investindo na qualificação profissional de novos talentos. Através do Projeto Banda Escola, dezenas de jovens estão obtendo experiência na área musical, como 30 jovens que moram na região do bairro Dagmar Mazza, na zona Sul da capital, que estão matriculados na Banda Escola Tom Jobim.

A banda é regida pelos maestros Paulo Brito e Edson Queiroz. Juntos fazem um trabalho de socialização, aproveitando o interesse dos jovens que desejam seguir um caminho que não seja o da criminalidade. Segundo Paulo, ele é um exemplo vivo do sucesso desse projeto, pois antes de ser maestro foi aluno do Projeto Banda Escola. Além dele, muitos dos alunos que já passaram pelo projeto estão contratados por bandas da cidade e até de outros estados.

“Aqui aprendi tudo o que eu sei sobre música e instrumentos, é um trabalho gratificante, pois estou no mesmo local que aprendi, oferecendo conhecimento para que outros jovens possam ter a mesma oportunidade que tive quando eu era aluno. Estamos em uma comunidade carente oferecendo algo que é diferente para muitos, é um trabalho árduo, porém muito gratificante”, conta o maestro Paulo Brito, enfatizando, ainda, que por conta da pandemia estão sendo realizadas apenas duas aulas semanais, onde os jovens têm acesso a aulas de saxofone, clarinete, flauta transversal, trompete, trombone, tuba, bombardino, trompa, bateria e percussão.

Um dos alunos do projeto é o jovem Rafael Mendes, de 17 anos. Ele conta que foi um amigo que lhe convidou para participar das aulas, e que hoje a Banda Escola vem mudando sua vida através da música. Sempre com boas notas na escola, pretende continuar se dedicando aos estudos e vai seguir a profissão de músico, inspirado pelos professores.

“Esse projeto é muito importante para o nosso amadurecimento profissional, eu por exemplo não sabia nada de música ou instrumentos, hoje já estou me familiarizando com o saxofone e em breve estarei nos palcos presenteando o público com meu talento”, diz Rafael Mendes.

O presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, Ênio Portela, destaca que o projeto vem atendendo jovens de todas as regiões da cidade, levando oportunidades de forma igualitária para todos. O presidente afirma que a meta da atual gestão é garantir que o projeto Banda Escola atenda mais comunidades, inclusive as rurais, atendendo a uma solicitação do prefeito Dr. Pessoa, que quer a descentralização dos projetos culturais.

“Assumimos recentemente a missão de comandar a cultura do município, já estamos visitando algumas casas e projetos a fim de executar um trabalho que venha a garantir a todos os munícipes o acesso igualitário à cultura. Esse projeto em específico é um dos mais importantes que temos, pois está encravado nas comunidades, chegando diretamente aos jovens, que são os que mais precisam do olhar público. Vamos trabalhar para que tenhamos as ferramentas necessárias para melhorar ainda mais essas bandas que desenvolvem um excelente trabalho social”, afirma Ênio Portela.

O Projeto Banda Escola atua especialmente em algumas escolas municipais espalhadas pelas quatro regiões da cidade e tem como objeto levar conhecimento através da música para jovens carentes de Teresina. Para saber como participar, basta acessar o site cultura.teresina.pi.gov.br ou seguir o instaram @culturateresina.

Alunos de escolas municipais de Teresina são destaques em diferentes modalidades nos Jogos Escolares Brasileiros

Alunos da Rede Municipal de Teresina participaram dos Jogos Escolares Brasileiros – JEB’s 2021, no Rio de Janeiro, e foram destaques em diversas modalidades. Meninas e meninos de 12 a 14 anos estiveram entre os mais de 5 mil atletas de todo o país.

Teresina subiu ao pódio no judô, handebol, vôlei de praia e badminton. No judô, a Maria Flor, aluna da Escola Municipal Simões Filho, fez bonito e conquistou medalha de bronze, ficando em 3º lugar na competição. No handebol, o destaque foi o time feminino da Escola Municipal Manoel Paulo Nunes, que também alcançou o 3º lugar; o masculino ficou na 5ª posição.

Já nas disputas de vôlei de praia, a equipe feminina da Escola Municipal Mário Faustino conquistou a medalha de prata, em 2º lugar; e os meninos chegaram ao bronze. Os atletas são descobertas da professora de Educação Física, Dyana Matos. No badminton, foram bronze nas duplas masculinas Fhelipe Lennon Santos e Francisco Maurício da Cunha, respectivamente alunos das escolas municipais Nossa Senhora da Paz e Parque Itararé.

De acordo com Rosana Leal, técnica da Divisão de Esportes da Secretaria Municipal de Educação (Semec), a Rede Municipal de Teresina conseguiu classificar alunos de 15 escolas municipais. “Além dos medalhistas, tivemos alunos com ótima participação no atletismo, tênis de mesa e natação. Esse é um evento nacional importante e tivemos resultados satisfatórios, o que é motivo de orgulho para todos nós. Tudo isso vem de um trabalho de dedicação dos professores, que incentivam o desporto escolar como ferramenta pedagógica de desenvolvimento pessoal, psicomotor e social. Estamos bastante orgulhosos”, declara.

Jogos Municipais

Rosana anuncia, ainda, o possível retorno dos Jogos das Escolas Municipais de Teresina (JETs) em 2022. Após dois anos suspenso em decorrência da pandemia da Covid-19, o evento que reúne atletas de todas as unidades de ensino da Rede pode acontecer. “Temos uma equipe esportiva forte, revelando talentos em diversas modalidades, a expectativa é poder voltar com nossas disputas municipais”, conclui.

#nome{ width: 49%; float: left; }