Semec se reúne com conselhos de Psicologia e de Assistência Social

Com objetivo de discutir as condições para inserir profissionais das áreas de Psicologia e Assistência Social na Rede Municipal de Educação de Teresina, foi realizada na Secretaria Municipal de Educação (Semec) uma reunião com representantes do Conselho Regional de Psicologia – CRP-21 e Conselho Regional de Serviço Social – Cress22 – Piauí. As instituições reconhecem a importância de analisar um levantamento realizado pela Semec que aponta a necessidade imediata para contratação destes profissionais que atuarão junto às escolas municipais.

Durante a reunião, o secretário executivo de Ensino, Professor Kleytton dos Santos, ouviu as pontuações e disse que a secretaria, através da Divisão de Educação Inclusiva, vem buscando atender às necessidades nas unidades escolares. Contudo, é preciso uma discussão mais ampla, com análise de experiência de outras cidades com a implementação da regulamentação da Lei 23. 935/19 em Teresina.

“De acordo com a Lei, as redes públicas de educação básica contarão com serviços de psicologia e de serviço social para atender às necessidades e prioridades definidas pelas políticas de educação, por meio de equipes multiprofissionais. O secretário Nouga Cardoso está ciente desta necessidade e está empenhado para um futuro concurso público com oferta de vagas para as áreas”, disse Kleytton dos Santos.

Segundo a Coordenadora da Divisão Inclusiva da Semec, Amanda Kardia, a proposta é formar uma comissão para análise dos trabalhos. “Já estamos estudando a implementação da Lei no município de Limeira/SP. Nossa demanda é grande, mas estamos buscando atender as necessidades mais imediatas”, enfatiza .

O CRP 21 foi representado pela psicóloga Valéria Macêdo e o Cress Piauí pela assessora técnica e conselheira Amanda Marques. Os conselhos aguardam a formação da comissão para realizar um levantamento mais completo que será apresentado ao Prefeito de Teresina, Dr. Pessoa.

Escolas de tempo integral de Teresina são exemplos para a cidade de Floriano (PI)

Na manhã desta quinta -feira (11) o Secretário Municipal de Educação da cidade de Floriano (PI), Nylfrânio Ferreira e a sua equipe técnica estiveram sendo acompanhados pelo secretário executivo de Ensino da Secretaria Municipal de Educação (Semec), professor Kleytton dos Santos e a coordenadora de Escolas de Tempo Integral da Semec, Regina amorim, a uma visita à Escolas Municipal Murilo Braga, que atende alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental, e Olímpio de Castro, que oferta aulas do 6º ao 9 ª ano.

A implantação do ensino de tempo integral na rede municipal de Floriano em 2022 foi o que motivou a vinda dos técnicos a Teresina para conhecer como funciona a modalidade e analisar o que deve ser providenciado.

O secretário executivo de Ensino da Semec, Kleytton dos Santos, informou que a Secretaria está sempre colaborando com parcerias que contribuam para o fortalecimento e melhoria da educação. “Sentimo-nos honrados em servir como modelo para outras redes de ensino do nosso Estado, é a demonstração que estamos no caminho certo para mantermos um ensino de excelência”, diz.

“É muito importante para nós conhecermos a experiência e a vivência do modelo de tempo integral da cidade de Teresina, isso norteará o formato da implantação deste modelo de ensino na rede municipal de Floriano e nos dá a confiança que teremos êxito”, informou o Secretário Municipal de Educação de Floriano, Nylfrânio Ferreira.

Alunos da E. M. Poeta da Costa e Silva recebem preparação para seleção do IFPI

Com a aproximação das provas de seleção para o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí (IFPI), a Escola Municipal Poeta da Costa e Silva está realizando aulas preparatórias para os alunos do 9º ano. Essa é uma das instituições mais almejadas pelos estudantes ao final do Ensino Fundamental.

O Pré-Ifpi acontece no contraturno escolar, nos feriados e finais de semana, com direito a material personalizado. Segundo o diretor José Manoel, a ação conta com a participação dos professores voluntários Magnum, de matemática; e Helton, de língua portuguesa.

A preparação envolve resolução de questões das provas dos anos anteriores e motivação para os alunos seguirem em busca de seus objetivos. “É uma oportunidade a mais para rever conteúdos, tirar dúvidas e ganhar aquele gás nos dias que antecedem a prova. Estamos torcendo pela conquista dos nossos alunos”, declarou o diretor.

Semec inicia entrega de kits de alimentação escolar por unidades de ensino da zona Sul

As unidades de ensino da Rede Municipal de Teresina entregarão mais de 95 mil kits de alimentação escolar nos próximos dias. A Secretaria Municipal de Educação (Semec) já começou a distribuir os kits destinados aos alunos matriculados nos Centros Municipais de Educação Infantil e nas escolas de Ensino Fundamental, as próprias unidades de ensino estão organizando a entrega aos pais.

São 12 caminhões realizando as rotas, que começaram pela zona Sul. Somente nessa região, serão distribuídos 31 mil kits nas 117 unidades de ensino. Assim que as escolas recebem os gêneros alimentícios, agendam com os pais a distribuição, com hora marcada para evitar aglomeração.

“Todos os alunos serão contemplados, os pais só precisam aguardar o comunicado da escola e respeitar as orientações de segurança sanitária no recebimento”, afirma a gerente de Assistência ao Educando da Semec, Keyla Cardoso. Segundo ela, os kits reforçam a alimentação da rotina escolar dos alunos, já que as atividades permanecem de forma híbrida no município. “São compostos por itens como arroz, feijão, macarrão, proteína, entre outros”, explica.

A distribuição acontece de forma gradual. A Escola Municipal Jornalista João Emílio Falcão, no bairro Santo Antônio, por exemplo, está finalizando a entrega dos 986 kits aos pais. Já a Escola Municipal Benjamim Soares de Carvalho, na Macaúba, organizou um cronograma por turma, até sexta-feira (12). “Vamos entregar um kit por aluno, somando 312, do 1º ao 5º ano. As famílias estão ansiosas, muitas passando necessidades, vem em boa hora para garantir que nosso aluno tenha acesso a uma alimentação de qualidade”, declara Marinalva Barbosa, vice-diretora da E.M. Benjamim Soares.

#nome{ width: 49%; float: left; }