Prefeitura de Teresina aplica 74% dos recursos do Fundeb no pagamento de pessoal

O secretário de Educação de Teresina, Nouga Cardoso, informou que a Prefeitura de Teresina já usou cerca de 74% dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) para pagamento de servidores da capital, conforme informou a secretaria Municipal de Finanças (SEMF). A lei estabelece que os gastos sejam de, no mínimo, 70% no pagamento de pessoal.

“A Prefeitura de Teresina está à disposição para apresentar as comprovações dessas aplicações. Já ultrapassamos o limite estabelecido. A Prefeitura cumpre o que está determinado em lei. A Lei estabeleceu que essas aplicações deveriam passar de 60% para 70% em 2021, essa modificação ocorre sem o acréscimo de transferência de recursos do governo federal para o municipal”, disse o secretário.

Segundo Nouga Cardoso, esse acréscimo se dá por conta da contratação de professores efetivos, mais de 100 professores, substitutos, em torno de 500 e outros investimentos com despesa de pessoal. Foi expandida gratificação às coordenadoras pedagógicas, mudanças de nível de 1.114 professores e pagamentos de retroativos.

“Nosso compromisso é com a verdade, com o zelo da aplicação do dinheiro público. Estamos à disposição, seja a secretaria de Educação, de Finanças, o prefeito para mostrar de forma cabal ao sindicato, ao Ministério Público, ao Tribunal de Contas que toda a aplicação dos recursos está existindo conforme a lei”, afirma o secretário Nouga Cardoso.

Ex-aluno de escola municipal é aprovado em 1º lugar do Piauí no IME

Mais uma história de sucesso foi da sala de aula de uma escola municipal de Teresina para o Instituto Militar de Engenharia (IME), uma das instituições mais disputadas do país. Matheus Henrique, que estudou quase todo seu ensino fundamental na Escola Municipal João Porfírio de Lima Cordão, ficou em 1º lugar do Piauí e 6º lugar do Brasil.

Na escola descobriu o talento para a matemática, incentivado pelos professores. No 9º ano, ingressou no Programa Cidade Olímpica Educacional, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação (Semec) para aprofundamento em disciplinas específicas. Junto com a turma de matemática do Programa, participou de competições de conhecimento, conquistou medalhas e ganhou destaque nacional.

“Estamos muito orgulhosos, Matheus, assim como meus outros dois filhos, receberam muito apoio da equipe do Porfírio Cordão no ensino básico, e hoje estão bem encaminhados para o futuro”, disse a mãe do Matheus, Regina Célia.

Com o bom desempenho acadêmico, a coleção de medalhas em olimpíadas educacionais e o alto rendimento, o menino ganhou uma bolsa de estudos para cursar o ensino médio na rede privada. O caminho trilhado levou à grade conquista do IME, que deixa a diretora da E.M. Porfírio Cordão, Rayane Santos, animada. “É muito bom saber que fizemos parte dessa história, estamos em festa também”, conclui a gestora.

#nome{ width: 49%; float: left; }